Search

Ano 1 - quase pos pandemia!

Updated: Mar 30

Diário na Terra:





Como num bale cósmico, o Universo vai nos ensinando e nos alertando sobre o tom da musica e que passo podemos aprender para então modificar as nuances da nossa historia - pessoal e coletiva. Claro que a maioria de nós ainda acredita que o problema esta do lado de fora, afinal o campo energético foi criado, quando na verdade o lado de fora mostra o problema que há dentro...


Mas por mais resistência que haja, e eu pessoalmente acompanhei a transição da década de 70 para a de 80, então para a de 90, dai para 2000 e finalmente os últimos 20 anos, e posso afirmar com segurança que muitos de nós estão mais conscientes agora e menos resistentes a cada década. No início de 90, no auge do bummm da new age, fomos movidos por grandes questões e assimilações. Naquela época foram retirados alguns véus de um misticismo exotérico um tanto carregado de sacrifícios e de crendices, e coloco aí as tais “crendices lógicas e racionais” que além de chatas e redundantes “bitolam” ate mesmo seres com um razoável grau de inteligência emocional.


Iniciar um ano astrológico com o primeiro equinócio em Aries após termos atravessado uma tumultuada pandemia coletiva - em pleno século XXI - e no mínimo uma experiência e tanto, coberta de reavaliações não e mesmo? Não só de reavaliações pessoais, mas assistimos também horrorizados as explosões de boatos, mentiras, acusações, conspirações e divisões e mais divisões, tudo devidamente iluminado pela potente luz solar. Mas dramas a parte tudo foi muito necessário, e as limpezas coletivas continuam, e são elas que basicamente nos impedem de irmos caminhando em linha reta a patamares mais condizentes com o nosso século. Naturalmente tudo isso já existia antes no ano Solar de 2020, antes de 2019, e antes da pandemia, mas a imprescindível condição "global" desta situação também levantou o que havia de tao pesado e muito bem escondido em nos mesmos e nos nossos sistemas. Pelo menos muito se descortinou, o manto do medo, da loucura, do racismo e das paranóias, das exclusões pessoais e coletivas, tudo ficou bem escancarado. Ainda bem.


Os comandos automáticos, que a maioria de nos mantinha por puro comodismo e preguiça, alimentando a ineficácia do poder criativo e individual que cada um de nós possui, foi para checkmate. Mas dentro desse amontoado fica mais difícil entender que liderança, comando, impulso e realização, tão associados ao signo de Aries estão numa oitava maior muito agora e relacionados ao principio, ao impulso em direção ao novo, e a uma nova identidade.

Aries também e aquele que anda a frente, que não espera que os outros aparecem e façam o que você deve fazer!

A nossa individualidade primordial ja foi construída, nao tem sentido ficarmos amarrados, cozinhando situações onde o ego quer comandar sozinho. Hora de acordar, e que possamos utilizar esta abertura energética alinhados ao primeiro signo estelar, utilizando esta força para abrir caminhos e não para revivermos os aspectos medievais desta mesma energia.....


Os Equinócios tem a ver com o alinhamento perfeito do Sol com a Terra, e acontece somente 2 vezes por ano, em março e em setembro, estes são os únicos momentos do ano em que o dia e a noite possuem a mesma duração.


Se utilizarmos a Mitologia e a analogia arquetípicas onde o Sol simboliza a consciência, poderíamos dizer - informalmente - que este e o momento onde a Consciência estará iluminando ou estará sendo iluminada num harmônico alinhamento com nossos impulsos básicos e com a nossa identidade primordial. Bem esclarecedor não e?




Mas.... a entrada no ano tem companhia. Alem das outras energias desenhadas no céu, o ano divide o trono com Venus. Imaginem termos pelos próximos 12 meses Afrodite comandando o cenário global!


Afrodite ou Venus é filha dos céus e não tem nada de angelical, apesar dos comentários de que ela representa o amor permitido no Patriarcado, nem por isso ela e somente o que se vê e nem poderia! Venus honra sua história, fruto de mutilação, fecundada e nascida das espumas profundas, vinda do oceano inconsciente e desconhecido, Afrodite e Alquímica e jamais assexuada e muito menos angelical, ao contrario, ela é sensual, gulosa, ambiciosa e territorial, e acumula com essas características um certo narcisismo. Quando se relaciona com o outro num signo de ar se apaixona também por aspectos de si mesma, sem duvida.


Pois é exatamente este arquetipo que estara a nossa disposição para nos ensinar a resgatar nosso valores de vida, nossas origens, a mudar, mergulhar e renascer com a nossa beleza Humana própria e uns com os outros, fazendo parte conscientemente do grupo Humano. Sim, principalmente o Eu e o OUTRO estarão em evidência, como lidamos com essa realidade, qual o nosso nível de prazer e a nossa capacidade de compartilhar, não misticamente e nem irrealisticamente, mas conscientes de quem somos e de quem o outro e.... E Voce? Sabe o que tem carregado? O que você fará com tudo isso que defende? O que você tem a oferecer e o que você tem a receber?


Yung já dizia que o que não trazemos a consciência irá necessariamente se manifestar em nossas vidas externas como destino, por isso para sabermos o que navega pelas profundezas do nosso inconsciente pessoal e coletivo, basta que olhemos com atenção a família onde nascemos, e o país que nos deu uma identidade cultural - ou aquele que adotamos - e teremos ai o checklist do que se desenrola em nosso campo de existência interna.


Bem desafiador, por isso as questões neste momento são:" o que ou quem estou seguindo? A quem estou dando o poder de me representar? O que esta a minha volta que expressa meus valores e quem Eu Sou? Afinal seguimos e nos adequamos aqueles que ressoam com o que possuo dentro de mim.

E Venus como coadjuvante de Saturno e Urano neste palco anual vem nos ensinar a existirmos mais adequadamente, nos contextos familiares e sociais.


Como sempre Eu não irei entrar em assuntos de política ou religião, mas infelizmente como ambos os tópicos representam – AINDA - o poder que controla e comanda o coletivo, terei que dar algumas pinceladas sobre o ímpeto de Aries-Marte.


Somente com o que foi dito acima seria suficiente por si so terminar com argumentos, partidos políticos, questões religiosas, separações e julgamentos, mas não e tão fácil assim quando lidamos com humanos convivendo coletivamente não e mesmo? Claro que ao iniciarmos o processo adequadamente, será muito fácil termos Representantes e não líderes para serem seguidos, mas este não é o momento atual, somos os semeadores deste tempo que ainda ira acontecer..... Mas não deixa de ser irônico ver como os povos de cada canto deste lindo planeta se apresentam divididos, perdidos, separados, enlouquecidos, raivosos, cada qual seguindo fielmente aqueles que os representam, sem se darem conta de que o que os movem e exatamente o que eles ou enaltecem ou ocultam dentro de si mesmos.


O que anda por ai não são líderes, eles apenas expressam as restritas manifestações do inconsciente coletivo, e estão a servido de algo maior e mais complexo: Mostrar o que de fato causa fratura dentro da nossa passageira existência aqui na Terra, assim como nas estruturas sociais as quais estamos inseridos.


Todas as configurações que o Universo tem nos presenteado, mostra um descortinar em busca de algum salto evolutivo, ainda que incompreensível aos nossos padrões mentais.


Iniciar o novo ano com impulso, coragem, independência e foco no que devemos aprender, nunca antes ficou tão evidente e marcado pelos acontecimentos atuais como agora. Compreender que AINDA não estamos preparados nem para conectar nosso poder pessoal em totalidade e muito menos para lidar com a extraordinária realidade de nossa origem, deveria teoricamente nos conscientizar de que o importante e aprender.....aprender muito.....


Ainda tem casa para cair, que por teimosia ficou em pé, mas não devemos subestimar o Poder que esta acima de nos, iremos definitivamente parar de seguir quem brinca de ser algum poder....Façamos a nossa parte.


Isso não tem nada a ver com politica ou religião, tem a ver com VIDA e Evolução.


Papel e caneta em mãos ou seu laptop aberto, comece a descrever o que causa conflito em sua vida, como esta o seu mundo familiar e como você descreveria a sua comunidade. A partir dai faça suas analogias sem se preocupar muito em manter seu ego refletindo no espelho, porque muitas vezes a nossa loucura e ilusão nos transforma em alguém que nao somos, nem de perto. Para termos lucidez basta utilizar as sincronia das situações que estão fora de voce.


Ha separações ? Ha dor? Ha exclusões? Ha perdas? Ha autoritarismos? Ha sujeição? Ha permissividade? Pois bem, tudo isso nos pertence, mas você não precisa se perder la dentro, e os sinais de estar perdido são claros: vitimismo, depressão, medo, tiranismo, acomodação, seja honesto e tente identificar o que nao e seu, que subterfúgio esta utilizando? Onde se sabota e qual a desculpa?

Hmmmmmm então você tem lição de casa para fazer....comece.


Se cada um de nós, pararmos de olhar para fora e dermos o start a partir de dentro, iniciaremos esse ano de uma maneira muito mais consciente, e o mundo com certeza mudara mais rapidamente, numa velocidade quase Uraniana.


Experimente!



Luz para todos nos!




Cynthia France




58 views0 comments

Recent Posts

See All

2021  created  by Cynthia france