Search

Porque um Coronavirus?

Updated: May 27


Diário na Terra - Fevereiro de 2020 : Muito mais do que um vírus mutante de gripe espalhado mecanicamente, o aparecimento deste alarme denominado COVID-19, e que envolve as vias respiratórias e o pulmão culmina exatamente quando o universo se vê reunido num poderoso movimento coletivo de reorganização. 


Vamos recapitular um pedacinho da historia, em 411-412 DC o poder de Roma (?), entrou em declínio pelas invasões barbaras, que trouxeram uma profunda transformação nos conceitos territoriais, culturais, do poder e dos valores da classe politica e principalmente sobre a economia global da época, alterando para sempre o nosso mapa mundi. Tecnicamente este momento foi sinalizado por uma grande conjunção entre Saturno e Plutão. 

A conjunção de Saturno e Plutão pode ser descrita como o pedido de ordem e organização em todas as áreas das nossas vida, para que nada fique embaixo do sofa escondido,  e que se mostrou coletivamente como a grande mudança nas estruturas sociais e econômicas do mundo, e que presenciamos ha alguns anos.

Seu ápice energético aconteceu exatamente em janeiro de 2020, e se tornou ainda mais incomum com a presença de um terceiro arquétipo planetário – Jupiter. 

Este aspecto astrológico traz, portanto, fatos históricos de enorme repercussão, que remetem além das questões citadas acima, a profunda e visível emersão de valores e procedimentos mantidos ocultos em todas as áreas: Na politica mundial tornou visível todos os casos de corrupção e poderio; nas religiões deixou a mostra as perversões e trouxe uma intolerância e separatividade, ao invés de união e fraternidade; no âmbito  familiar a destruição dos valores e padrões de referencia,  tornou o individuo desconectado de suas próprias origens; e individualmente deixou a mostra muita depressão, crises comportamentais, suicídios e uma imensa tristeza coletiva.

A intolerância com o que é diferente, tão presente neste acerto de contas com a idade média, esta sendo vivido pela nossa civilização de maneira neurótica. Nos mantemos obsessivamente transitando pelo planeta  com uma tecnologia 5G, mas somos incapazes ( em sua maioria ) de olharmos para o outro, para tudo a volta, e para nos mesmos com outros olhos. 

Eu pessoalmente não acredito em cataclismas viróticos. Mas tenho um profundo respeito pela origem de onde viemos, e do pouco que sabemos a esse respeito, conscientemente. A materialização de qualquer energia, não acontece de fora para dentro e sim no sentido inverso, ou seja: a materialização do tal vírus e necessariamente a materialização de um processo interno individual ou coletivo, onde o medo e a tristeza ( relacionados ao pulmão ) sejam a porta de entrada.

O que preocupa em relação este alarme não e propriamente o

 Estamos Isolados e Excluídosvírus ( a materialização) em si, e sim como a imensa camada coletiva ao qual estamos inseridos não reflete e nem observa a consequência de tudo isso:

A questão e: O que podemos fazer e aprender a este respeito?  

Sim, ficaremos imunes em algum momento nos próximos 12 meses, sim será desenvolvido algum medicamento tecnicamente apropriado para essa epidemia, e sim alguns morrerão num planeta onde de fato todos morrem em algum momento.


Mas o movimento universal, mesmo que sabotado (ou não) pelas mãos humanas, segue uma direção.  E nos humanos não sabemos exatamente qual a direção deste movimento,  apenas conseguimos rastreá-lo,  primitivamente.

O que fica sublinhado nestes dias de incerteza e que estaremos submetidos durante todo o ano de 2020 e parte de 2021 a uma imensa transformação econômica, resultado dos valores destruídos e trazidos a luz nos últimos anos.  O COVID-19 não esta trazendo o extermínio coletivo da civilização que habita este planeta. Mas em 40 dias ele alinhavou o mundo, independente de fronteiras, etnias e religião e tornou a todos nos muito vulneráveis e cautelosos  de mantermos contatos uns com os outros. A sombra que se apresenta como uma imensa crise econômica, esta na verdade nos mostrando como somos controlados coletivamente ao que estamos submetidos. 


Não por acaso, estes mesmo arquétipos humanos, que são tão bem descritos na mitologia clássica e magistralmente comandados pelo Universo, nos avisam claramente que estaremos submetidos pelos próximos 200 anos a uma grande força de transformação. 


Desta vez o campo de transformação atuara em nossas ideias e pontos de vista, e movimentara movediçamente a maneira como nos relacionamos, conosco e uns com os outros. 


Por isso eu acredito que o COVID-19 pode sim cumprir com o seu papel, ensinando- nos a olhar para fora de uma maneira totalmente nova, nos posicionando diferentemente dentro do coletivo. E que nos, também possamos olhar de frente para o que trazemos dentro, e validar o que realmente faz a diferença para toda a nossa existência como indivíduos, seja dentro de uma familia ou de uma comunidade,  porque a consequência sera a mudança, para tudo que mantem contato conosco.    


Cynthia france

0 views

2021  created  by Cynthia france